Monitoramento ambiental realizado pela Base Ambiental em área de mineração

Desde 2011, a Base Ambiental Engenharia e Meio Ambiente realiza o monitoramento ambiental da área de mineração da empresa Pavimentadora e Construtura Falchetti Ltda. localizada no município de Tubarão, em Santa Catarina. Desde então, são publicados os Relatórios Semestrais de Monitoramento Ambiental (RSMA), os quais seguem e cumprem requisitos e adequações exigidos por normas específicas e órgãos competentes. Estes relatórios contemplam quatro pontos principais: emissão de material particulado na atmosfera; nível de ruídos; vibração do solo, e atividades de recuperação ambiental.

Caminhão pipa para umidificação das estradas internas da pedreira como mitigação à emissão de material particulado.

O controle de emissão do material particulado é feito com base no Decreto Estadual nº 14.250/1981, seguindo os padrões e a metodologia estipulada na ABNT NBR nº 9547, que trata da determinação da concentração total de material particulado em suspensão no ar ambiente. As campanhas realizadas abrangem o monitoramento e a caracterização da Poeira Total em Suspensão (PTS), como forma de verificar a qualidade do ar no entorno. Com a instalação de amostradores de grande volume (HI-VOL/AGV-PTS) é possível quantificar as partículas, bem como caracterizar a qualidade do ar. Baseado nisso, como uma das ações de mitigação adota-se a umidificação das estradas internas e o enclausuramento das áreas de britagem.

O monitoramento do nível de ruídos é realizado de acordo com a Resolução CONAMA n° 01/90, que estabelece critérios e padrões para emissão de ruído em atividades industriais. Para isso, tem-se referência na norma técnica ABNT NBR nº 10.151/2000, que estabelece procedimentos de medição e limites para a aceitabilidade de ruídos em ambientes. As medições foram realizadas utilizando decibelímetro (DEC-490) e, novamente, o enclausuramento das áreas de britagem se apresenta como uma ação de mitigação viável.

Galpão de enclausuramento para controle de emissão de material particulado e nível de ruídos.

A medição da vibração do solo segue a ABNT NBR nº 9653/2014, a qual se apresenta como um guia para avaliação dos efeitos provocados pelo uso de explosivos nas minerações em áreas urbanas. As campanhas de monitoramento são realizadas em residências imediatamente próximas à pedreira e mostram que não há ultralançamento como efeito do uso de explosivos. Atualmente, tem-se monitorado os fogos realizados juntamente com a construção do túnel que está sendo construído nos arredores da empresa.

Por fim, o acompanhamento da recuperação ambiental, pensado no futuro uso da área de cava de mineração, tomam-se as medidas necessárias para que não haja problemas de exposição do solo, erosão, entre outros. São utilizadas as Normas Reguladoras da Mineração 01 e 21 juntamente com a ABNT NBR nº 13.030/1999. As medidas realizadas dentro deste acompanhamento são: Adequação Paisagística e Topográfica, Recuperação de Taludes, Calhas de Erosão, Recomposição Vegetal e Recuperação do Trecho de APP.

Desta forma, a gestão ambiental dentro dessa mineradora prevê a melhoria contínua de suas atividades e com o apoio técnico de profissionais qualificados viabiliza a segurança do trabalho, monitoramento dos impactos ambientais e as ações de mitigação e recuperação ambiental para a melhoria do meio ambiente. Neste contexto, a Base Ambiental tem o compromisso de realizar seus trabalhos com base nas normas e legislação vigentes, bem como cumprir exigências e prazos dos órgãos competentes, visando instruir a empresa na aplicação de novas técnicas como ferramentas da gestão ambiental.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta